Técnica 58 - Respeitar o Curso Natural das Coisas

Assim como a primavera vem depois do inverno, todas as coisas seguem cursos naturais na vida. O tempo é amigo dos ciclos, mesmo aqueles mais difíceis de se observar. Portanto, há momentos em que se deve deixar de pelear e deixar as coisas seguirem seu curso natural. Isto não significa desistir de seus interesses, mas saber quando não é a hora de gastar demasiadamente suas energias nele.
Situações opostas, antagônicas, pelo TAO, são complementares. Logo, tudo que está num determinado polo tende a ir ao outro, transformando-se aos poucos. Ter a sabedoria disto é dar tempo ao tempo, quando esse saída estratégia pacificadora para o conflito for a melhor opção do momento.

Como dizia Lao Tsé, em Tao Te Ching, "os contrários se sucedem, consequência: não atuar, deixar as coisas seguirem seu curso natural".

Ter maturidade e prudência facilitam a aplicação desta técnica, quando isto for o necessário.