Técnica 24: Interrupção da Audiência

          Com as mesmas causas, mas diferentemente da técnica de suspensão da audiência, a interrupção levará ao encerramento do procedimento iniciado.

          A consequência disso será a necessidade de ser novamente iniciado o procedimento em outro momento, a ser estipulado em conformidade com as partes ou com as necessidades incidentais ocorridas que levaram a interrupção.

          Isso se faz necessário quando outras pessoas possam ser demandadas a comparecer e a participar do procedimento mediativo ou mesmo quando as partes decidem modificar os termos de desenvolvimento do procedimento, transformando em "MedArb" (vide técnica 16), assim como quando documentos precisem ser produzidos e trazidos.

          O mediador deve ficar atento às necessidades das partes, mas somente conceder a interrupção em casos devidamente observados, pois, diferentemente da suspensão, aqui não se requer prazo certo para o retorno às atividades e certas necessidades e documentos (ex. demandados de orgãos oficiais)  podem demandar um tempo incerto.